Com estilo ‘retrô’, salão foi inaugurado há cerca de dez dias na zona sul.
Espaço oferece mesa de bilhar e cervejas para clientes.

Barbearia
Barbearia na zona sul conta com mesa de bilhar gratuita para os clientes (Foto: Daniel Corrá/G1)

Uma geladeira repleta de cervejas e uma mesa de bilhar à sua disposição. No mesmo local, reúna alguns amigos (de preferência homens) e, por incrível que pareça, você estará em uma barbearia. É isso mesmo. As primeiras letras até remetem à palavra bar, mas se trata mesmo de um salão voltado para cortes masculinos na zona sul de São José dos Campos (SP), com objetivo de atrair o público para um ambiente inusitado.

O novo espaço para ‘fazer a cabeça dos homens’, conta com abordagem diferente para o público na região. O local possui decoração totalmente ‘retrô’, remetendo à barbearias antigas, com quadros, ilustrações de pin ups e cadeiras tradicionais. Logo na entrada, uma geladeira com diversos tipos de cerveja. Ao fundo, um espaço com uma pequena poltrona e uma mesa de bilhar, onde os clientes podem se divertir à vontade.

A ideia de montar o salão foi do barbeiro Fernando Marreira, de 32 anos, quando ainda atendia clientes na sua própria casa. “Vi que estava dando certo e corri atrás do meu espaço. Me inspirei muito nos salões de São Paulo e em barbearias nos Estados Unidos e Europa”, conta ele que também diz ter buscado referências no cinema.

Formado em um curso de barbeiro, Marreira inaugurou seu novo local de trabalho na semana passada em parceria com um amigo. Ao todo, investiu cerca de R$ 15 mil na reforma e decoração do imóvel. Nada de muito luxo, porém, repleto de detalhes. “Nós mesmos que pintamos e fomos tendo a ideia de decoração. Ainda temos muita coisa para melhorar, mas o resultado me agradou muito. Queria um espaço onde eu gostasse de ir”, diz.

Em menos de dez dias, o barbeiro se surpreendeu com a nova clientela e diz ter atendido cerca de 100 pessoas. Entre elas, está Khaoê Gil, de 29 anos, que até então cuidava da aparência em barbearias em São Paulo. “Conheci o lugar por um grupo de amigos ‘barbudos’. O espaço é muito legal e não tem nada assim na cidade”, afirma.

Os atendimentos no salão são feitos apenas por ordem de chegada. Segundo Marreira, a ideia é que os clientes possam desfrutar do espaço com calma. “Se o cara conseguir ter duas horas tranquilas do dia dele, consegue vir, aproveitar o lugar e cortar o cabelo. Todo homem gosta de cuidar da aparência e queremos fazer isso em um ambiente legal”, diz. Com o negócio no começo, o proprietário reforça que o foco é a barbearia, mas já pensa, no futuro, em expandir o espaço com um bar de verdade para happy hours.

Fonte: g1.globo.com